Sobre o designer

Raul SouzaÉ com o conhecimento e a experiência acumulados durante  mais de 25 anos atuando no ramo  joalheiro que o designer Raul Souza desenvolve todos os seus projetos, aliando as novas tecnologias aos tradicionais conceitos e técnicas da Ourivesaria.

Atualmente dedica-se à criação de sua própria linha, atendendo pessoas especiais que procuram algo além de uma simples joia: Uma peça única, artística e manualmente trabalhada, que será personalizada e terá seu design marcante e inconfundível ,seguindo seu estilo próprio e original.

Passou sua infância “brincando” com as ferramentas e equipamentos da oficina de seu pai, José Corrêa de Souza (o “Zé Corrêa”), em Santo Amaro/SP, onde aprendeu o ofício.

Estudou “Design Gráfico” na Escola Técnica Estadual Carlos de Campos (“Kaká”), no bairro do Brás em São Paulo, o que foi fundamental para seu desenvolvimento como artista e ser pensante. Posteriormente, formou-se em “Técnico em Processamentos de Dados“, já com a ideia de unir tecnologia e arte.

Ao cursar a faculdade de “Educação Artística“, teve oportunidade de ministrar aulas na rede pública estadual na periferia de São Paulo por alguns anos.

Cursou “Desenho Industrial” na FMU e o curso de extensão em “Design de Joias” na Faculdade Belas Artes em São Paulo, sempre em busca de reciclar seu conhecimento e técnicas.

Em meados da década de 90 abriu seu próprio negócio, um pequeno comércio de joias, tendo assim seu primeiro contato com produções industriais onde pode trabalhar junto à algumas redes de joalherias e fábricas.

Mas o desejo de expressão artística era muito forte, o que o obrigou a percorrer um caminho diferenciado, buscando sua satisfação pessoal e profissional. Assim criou sua própria marca alternativa para um público seleto, porém, muito bem informado sobre as novidades que aconteciam no mundo na época. Essa proposta gerou grandes conquistas durante seus 7 anos de existência, tais como a participação no “Mercado Mundo Mix” durante 2 anos, e sua própria loja na Rua Augusta, nos Jardins, em São Paulo, onde permaneceu por 2 anos até o seu encerramento no ano de 2005.